Blog

Resiliência, característica fundamental para o sucesso científico

O objetivo da pesquisa, seja qual for sua categoria, nível e forma, é impactar. Mas causar impacto com sua pesquisa exige grande investimento de tempo, esforço, recursos, força e coragem.

Resiliência pode ser entendida como a capacidade de lidar com situações adversas, pressões, superar obstáculos e adaptar-se às mudanças. É verdade que todos nós somos colocados à prova constantemente. Mas a questão não é sobre o que nos afeta e sim como reagimos a isso. 

 

O pesquisador pode sentir-se incapaz, ficar tentado a desistir, especialmente quando não alcança o sucesso que espera. Entretanto, vale lembrar que nem sempre a pesquisa é divertida, embora possa ser na maioria das vezes. 

 

Existe muita pressão e rigor ao se desenvolver uma ideia de pesquisa e acompanhar sua execução - sem dúvida é um compromisso além do comum. Assim, alguns pesquisadores ficam incrédulos, acabam se sentindo inferiorizados, incapazes, e pensam até em desistir.   Mas o compromisso de fornecer percepções progressivas que poderiam iniciar uma solução que realmente avance o curso da humanidade mantém a chama acesa.

 

Ao passo que “covardes morrem muitas vezes antes de sua morte real” - já dizia William Shakespeare - pesquisadores de sucesso aprenderam a arte de tirar vantagem da pressão para atingir seus objetivos.

 

O sucesso deles reside no foco, na tenacidade, na capacidade de avançar em meio às adversidades. A única certeza na pesquisa é que todo pesquisador passará por momentos de sentimento de incapacidade, de desistir de seus sonhos ou ceder ao desânimo e à depressão. 

 

A resiliência vai além do “não desistir” - é não se deixar capturar pela zona de conforto, é forçar seus limites, é sobre autoconhecimento, é sobre evoluir.

 

Mas como ser resiliente? Aqui vão algumas dicas provocativas que podem contribuir nessa jornada.

 

  • Ser resiliente não acontece da noite para o dia, é um processo. Invista em autoconhecimento, busque realmente conhecer os gatilhos que desencadeiam sentimentos negativos e foque em como resolvê-los. O segredo está na vontade de querer melhorar. 

 

  • Lembre-se de manter os objetivos de pesquisa simples. A simplicidade na pesquisa significa saber o que não é para você. Conheça o poder do "não", ele é libertador. Não importa seus objetivos de pesquisa, você não precisa aproveitar todas as oportunidades que surgem em seu caminho.

 

  • Nem todas as ferramentas de pesquisa são relevantes para alcançar suas aspirações e executar seus planos.

 

  • Sucesso não se mede pela quantidade de tempo investido. Você pode investir muitas horas para desenvolver um produto que não funciona. Se o objetivo do projeto era o aprendizado, talvez você tenha obtido sucesso. Entenda realmente o que significa "sucesso da pesquisa". Embora muitas pessoas definam com base em realizações feitas no mais curto espaço de tempo, na realidade o sucesso na pesquisa é progressivo. Definir "pontos de ancoragem" é interessante pois permite "mensurar" sua evolução em etapas.

 

  • Todos iremos fracassar de alguma maneira, algum dia. Aprenda com seus erros. Não "rumine" o fracasso. Tudo é uma questão de foco. Ao enfrentar uma situação difícil, como um fracasso, você tem duas opções - ou foca no fracasso em si ou no que ocasionou o fracasso e como resolvê-lo. É mais fácil desenvolver um senso de 'habilidade de persistência' quando você se dá a oportunidade de desenvolver e aprimorar suas habilidades e ganhar confiança em seus métodos.

 

  • Desafios não são problemas.  Problemas geralmente criam medo, e o medo muitas vezes pode levar ao fracasso. A verdadeira resiliência vê os obstáculos e adversidades como desafios, não problemas. Os desafios podem ser exigentes, mas geram a energia positiva de que você precisa para realizar o trabalho - enquanto “problemas” podem significar que você diz a si mesmo que algo é impossível de alcançar.

 

  • Tudo é uma questão de perspectiva (ou referencial). Você não pode controlar tudo. 

 

Não importa se você é um pesquisador iniciante ou experiente, concentre-se em manter sua abordagem simples e defina corretamente o sucesso. Crie pontos de ancoragem e lembre-se: Sua contribuição é muito importante para a humanidade.