Blog

A importância da qualidade da água nos laboratórios

A qualidade da água, juntamente com a confiabilidade da instrumentação analítica utilizada, é determinante para que os resultados laboratoriais atendam a qualidade desejada. 

 

A calibração e manutenção preventiva de equipamentos como balões volumétricos e balanças devem constar no manual de boas práticas de todo laboratório. Assim, é possível minimizar possíveis erros e desvios nos resultados.

 

Em se tratando da água utilizada nos laboratórios para as análises e desenvolvimento, é necessário cuidado especial. Ela é essencial, sendo provavelmente o reagente mais utilizado dentro dos laboratórios. 

 

Devido às suas propriedades físicas e químicas,a água é capaz de dissolver muitas substâncias e formar soluções aquosas. Essas características possibilitam muitas aplicações, como em diluições, preparação de soluções, em meios de cultura e também a preparação de “brancos”, utilizados como referência em muitas análises. 

 

Porém, isso também torna a água passível de contaminação e pode ser uma dos principais problemas que afetam os resultados das atividades laboratoriais.  

 

As águas de abastecimento urbano que alimentam os laboratórios podem conter contaminantes que podem afetar uma série de reações, meios de cultura entre outros. 

 

Podemos separar os contaminantes em seis grupos principais:

 

  • colóide;

  • material particulado;

  • compostos orgânicos dissolvidos;

  • substâncias inorgânicas dissolvidas;

  • microrganismos e

  • gases. 

 

Portanto, antes de utilizarmos diretamente a água de abastecimento urbano nas atividades laboratoriais, é muito importante que se tenha um sistema de tratamento de água adequado de acordo com as necessidades do dia a dia do laboratório.

 

Existem diversos sistemas de purificação que combinam tecnologias para se obter água de alta qualidade que atenda as especificações.

 

Os sistemas de purificação mais comuns são: 

 

 

  • filtração – filtros de carvão ativado ou de celulose; 

  • destilação; 

  • desinfecção – sistema ultravioleta (UV); 

  • deionização – colunas com resinas carregadas eletricamente;

  • eletrodeionização – membranas permeáveis a ânions e cátions e partículas de carvão ativado; 

  • microfiltração e ultrafiltração – sistema de membranas com diâmetro de poro definido. 

Além disso, pode-se adotar sistemas anteriores ao processo de purificação em si. Eles são importantes e contribuem com a melhoria da eficiência da purificação. 

 

Sem contar que os pré-tratamentos também contribuem para aumentar a vida útil do sistema de purificação. Trata-se de medidas simples como a limpeza das caixas-d’água e a instalação de filtros antes dos sistemas de purificação.

 

O sucesso na purificação da água está diretamente relacionado aos equipamentos utilizados e à sua manutenção adequada.

 

Entre em contato conosco. Nossos técnicos estão preparados para entender sua necessidade e indicar o melhor sistema de purificação de água. Temos diversas marcas e modelos. Também oferecemos assistência técnica especializada para garantir a qualidade contínua da sua água.