Blog

Dicas para escrever um projeto de pesquisa sem mistério

Escrever um projeto de pesquisa é o grande objetivo dos estudantes que desejam contribuir com a produção científica do país e gerar conhecimento de qualidade. No entanto, muitos graduandos e até mesmo pós-graduandos ainda têm calafrios ao ouvir o termo “normas ABNT”, especialmente nas áreas de exatas como Física e Química.
 
Felizmente, as diretrizes para apresentação de pesquisas acadêmicas evoluíram e já estão disponíveis em materiais simplificados, diferentes das antigas “bíblias” com intermináveis regras de padronização.
 
A USP de São Carlos, por exemplo, oferece o manual “Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP”, que estabelece as principais normas de estruturação e formatação do projeto de pesquisa e estudos em geral.
 
Na UFSCar, a normalização de trabalhos acadêmicos é orientada por uma série de manuais disponíveis no site da Biblioteca Comunitária, divididos entre apresentação, padronização de citações, elaboração de sumário, numeração e outros aspectos importantes.
 
A importância da padronização no projeto de pesquisa
 
A pesquisa acadêmica faz parte do patrimônio científico do país, pois reúne os conhecimentos mais autênticos e fundamentais produzidos nas universidades. Para cumprir sua função acadêmica e social, o projeto de pesquisa deve seguir todas as normas de organização e formatação do conteúdo, de acordo com as metodologias e processos estabelecidos.
 
Pode parecer burocrático, mas a padronização é importantíssima para garantir a compreensão, visibilidade e busca dos documentos acadêmicos em diretórios e bibliotecas. Além disso, são as famosas regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e International Organization for Standardization (ISO) que garantem a confiabilidade do projeto de pesquisa.
 
Sem os devidos padrões, seria impossível atestar a autenticidade do trabalho, verificar sua metodologia e indexá-lo nos repositórios acadêmicos e outros canais de divulgação científica.
 
As principais normas ABNT para projeto de pesquisa
 
A ABNT foi fundada em 1940 e reconhecida como órgão de utilidade pública em 1962, representando oficialmente a ISO no Brasil. A missão da associação é elaborar as normas brasileiras para o campo científico, técnico, industrial, comercial e correlatos, mantendo os parâmetros sempre atualizados.
 
As normas vigentes pelo Comitê Brasileiro (ABNT/CB-014) são:
 
NBR 6023: informação e documentação – Referências – Elaboração
NBR 6024: informação e documentação – Numeração progressiva das seções de um documento – Apresentação
NBR 6027: informação e documentação – Sumário – Apresentação
NBR 6028: informação e documentação – Resumo – Apresentação
NBR 10520: Informação e documentação – Citações em documentos – Apresentação
NBR 12225: informação e documentação – Lombada – Apresentação
NBR 14724: informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação
 
Assim, a ABNT compreende desde a apresentação do trabalho, com instruções para formatação, margens e papel, até critérios para numeração progressiva, citações, agradecimentos, bibliografia, etc.
 
Primeiro passos para escrever o projeto de pesquisa
 
Antes de começar a escrever um projeto de pesquisa, é preciso ter o tema muito bem delimitado, assim como objetivos, justificativa, metodologia e hipóteses.
 
Se todo o conteúdo já está definido e o desafio é passar para o papel, basta começar com o básico:
 
Redação sem prolixidade
 
Apesar do estereótipo de dissertações prolixas e cheias de termos difíceis, a recomendação da ABNT é que a redação seja escrita em linguagem formal, porém totalmente compreensível e sem descrições supérfluas.
 
Apresentação gráfica impecável
 
O projeto de pesquisa deve ser apresentado em papel branco ou reciclado, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado na cor preta. Recomenda-se a utilização de fonte tamanho 12 para o texto e tamanho menor (fonte 10 ou 11) para citações de mais de três linhas, notas de rodapé e paginação.
 
Paginação correta
 
Todas as páginas, a partir da folha de rosto, devem ser contadas sequencialmente. A numeração é colocada a partir da primeira folha da parte textual (Introdução), inclusive as páginas de abertura dos capítulos, em algarismos arábicos no canto superior direito.
 
Esses são apenas os primeiros passos para escrever um projeto de pesquisa, que são explicados de forma didática nos manuais das universidades.
Para saber mais sobre a pesquisa acadêmica em São Carlos, a SC Química também recomenda as linhas de pesquisa de suas universidades parceiras: Instituto de Química de São Carlos – USP e Departamento de Química da UFSCar.